Menu

quarta-feira, 13 de fevereiro de 2019

Em Águas Sombrias - Paula Hawkins (Resenha #217)

Páginas: 364
Editora: Record
Capa: ★★
História:  

SINOPSE: Nos dias que antecederam sua morte, Nel ligou para a irmã. Jules não atendeu o telefone e simplesmente ignorou seu apelo por ajuda. Agora Nel está morta. Dizem que ela se suicidou. E Jules foi obrigada a voltar ao único lugar do qual achou que havia escapado para sempre para cuidar da filha adolescente que a irmã deixou para trás. Mas Jules está com medo. Com um medo visceral. De seu passado há muito enterrado, da velha Casa do Moinho, de saber que Nel jamais teria se jogado para a morte. E, acima de tudo, ela está com medo do rio, e do trecho que todos chamam de Poço dos Afogamentos… Com a mesma escrita frenética e a mesma noção precisa dos instintos humanos que cativaram milhões de leitores ao redor do mundo em seu explosivo livro de estreia, A garota no trem, Paula Hawkins nos presenteia com uma leitura vigorosa e que supera quaisquer expectativas, partindo das histórias que contamos sobre nosso passado e do poder que elas têm de destruir a vida que levamos no presente.


Nunca havia lido nada da autora e pela sinopse acabei ficando empolgada pela leitura e assim acabei esperando muito do livro. A história trás capítulos alternados entre vários personagens, cada um com trazendo uma pista sobre os eventos que ocorreram. Jules volta a sua cidade, onde não teve uma infância legal, tinha seus próprios horrores da infância, alguns destes causados pela sua irmã Neil, que agora estava morta. Neil era escritora e adorava falar sobre o poço dos afogamentos, local onde ocorriam vários suicídios, inclusive o de Neil, por conta disso Jules foi chamada de volta ao seu doce lar #sqn.
Além disso tudo, Jules teve que lidar com Lena, a filha de Neil, que acreditava que  a morte de sua mãe não fora um suicídio. Como o livro trás capítulos alternados, ficamos conhecendo os segredos de cada um. Até mais da metade do livro, não me apeguei a história, nem aos personagens, achei a narrativa confusa e maçante, mas tinha tudo pra ser um enredo ótimo desde o início. O bom é que quando ele começou a ficar bom a história me prendeu. Jules teve que que enfrentar seu passado e seus medos para descobrir o que realmente aconteceu com sua irmã.





quarta-feira, 12 de dezembro de 2018

Touchdown - Roxy Sinclair (Resenha #216)

Sinopse postada no post anterior da divulgação do livro, vou direto para a resenha.


Resenha

Alexa é uma garota rica, líder de torcida da faculdade, que se vê obrigada pela mãe a se casar por conveniência, com um rapaz rico, mas ela não quer, porém ser rica pode estar com os dias contados, além do que ela gosta mesmo é do quarteback do time que ela faz torcida, Martim, um rapaz de origem humilde. Ela apesar de ser rica, não é uma daquelas personagens chatinhas, o que gostei.

terça-feira, 11 de dezembro de 2018

Divulgação: Touchdown - Roxy Sinclair

Mais uma vez trago um lançamento da editora Babelcube pra vocês!


Sinopse:


O maior touchdown da sua vida!


Alexa:
Eu o odeio, mas o quero…
Odeio a chantagem emocional que minha mãe faz por não ficar com Sebastian, o cara que ela queria que eu casasse. Eu nunca o quis. Mas se não casar com ele, minha mãe cortará relações comigo.
Só estou interessada no quarterback por quem torço nas laterais do campo, embora eu o odeie. Independente disso, não posso negar o que meu corpo e coração desejam. Mas estamos prestes a nos formar e seguir por caminhos diferentes. O que vou fazer?


Martin:
Eu sempre a amei, mas sou mais pobre do que ela imagina…
Jogar meu último ano na universidade como o quarterback estrela que as pessoas achavam que eu era, foi agridoce. Espero ser escolhido para o NFL para conseguir ajudar a compensar minha família por tudo que fizeram, e tirá-los daquele trailer. Mas isso significa ficar longe de Alexa.
Ela era a líder de torcida que eu queria para sempre ao meu lado. Mas, cara, ela podia ser tão metida às vezes! Isso até nossos amigos nos trancarem no dormitório e não nos deixar sair até resolvermos as coisas. Não tenho ideia do que acontecerá em seguida…

Esse é um romance completo de badboy esportivo, SEM cliffhanger, SEM traição, e com um final feliz garantido.



ONDE COMPRAR


Adicione no Skoob!


Eu já o li e logo postarei a resenha, essa foi apenas uma prévia do livro.


sexta-feira, 5 de outubro de 2018

172 Horas Na Lua - Johan Harstad (Resenha #215)

Páginas: 288
Editora: Novo Conceito
Capa: ★★
História:  

SKOOB

SINOPSE: O ano é 2018. Quase cinco décadas desde que o homem pisou na Lua pela primeira vez. Três adolescentes comuns vencem um sorteio mundial promovido pela NASA. Eles vão passar uma semana na base lunar DARLAH 2 - um lugar que, até então, só era conhecido pelos altos funcionários do governo americano. Mia, Midore e Antoine se consideram os jovens mais sortudos do mundo. Mal sabem eles que a NASA tinha motivos para não ter enviado mais ninguém à Lua. Eventos inexplicáveis e experiências fora do comum começam a acontecer... Prepara-se para a contagem regressiva.

quinta-feira, 27 de setembro de 2018

Dois É Demais Para Você - Sky Corgan (Resenha #214)

Páginas: 60
Editora: Babelcube
Capa: ★★
História:  

SINOPSE: Duas semanas atrás, dois dos homens mais lindos que já vi se mudaram para a casa da frente. Desde então, estive inquestionavelmente ciente de cada pequeno barulho que escuto vindo da casa vizinha. Cada som é uma dica de que eles podem estar do lado de fora, trabalhando em um dos seus carros na garagem ou aparando a grama sem camisa. Delícia. Mas olhar é tudo que posso fazer. Os dois estão bem fora da minha liga. Um é um loiro maravilhoso com corpo de nadador. O outro é um moreno lindo, robusto, com o semblante de barba por fazer mais delicioso. E então, tem eu, comum, no mínimo. Nunca em um milhão de anos, imaginaria que eles apareceriam na minha porta. E o que eles querem é longe do convencional.

segunda-feira, 24 de setembro de 2018

Lançamento do livro Dois É Demais Para Você - Sky Corgan



Duas semanas atrás, dois dos homens mais lindos que já vi se mudaram para a casa da frente. Desde então, estive inquestionavelmente ciente de cada pequeno barulho que escuto vindo da casa vizinha. Cada som é uma dica de que eles podem estar do lado de fora, trabalhando em um dos seus carros na garagem ou aparando a grama sem camisa. Delícia. Mas olhar é tudo que posso fazer. Os dois estão bem fora da minha liga. Um é um loiro maravilhoso com corpo de nadador. O outro é um moreno lindo, robusto, com o semblante de barba por fazer mais delicioso. E então, tem eu, comum, no mínimo. Nunca em um milhão de anos, imaginaria que eles apareceriam na minha porta. E o que eles querem é longe do convencional.







sexta-feira, 21 de setembro de 2018

Capas de livros no Mundo #9: A Culpa é das Estrelas - Jhon Green


Vamos com a tag que adoro Capas no mundo. Normalmente quando acho uma capa bonita quero ver como ela é nos outros países. A 7 anos comecei essa Tag aqui, eita kkk



O livro escolhido de hoje foi A CULPA É DAS ESTRELAS



Vamos conhecer a capa de A Culpa é das Estrelas em outros países

Algumas não salvou a edição, então ficou com letra minuscula. Outras tem duas capas para  o mesmo país, pois diferem entre paper back(capa comum) ou Hard cover (capa dura), ou até mesmo em diferentes edições.